Lily Allen não vai abandonar a música

Publicado: outubro 27, 2009 em Músicas / Bandas, Notícias

Cantora explicou melhor os planos para o futuro: ela não vai abandonar a música, mas pode dar um tempo do microfone para gerenciar o próprio selo.

 

0,,21958643-EXH,00

Lily Allen em São Paulo

Há tempos, Lily Allen vem sinalizando sua falta de entusiasmo com o meio musical. Em setembro, a artista investiu contra a pirataria, o que gerou intenso debate público sobre o assunto. Há algumas semanas, disse estar preparada para abandonar os microfones (“só para vocês saberem, não renegociei meu contrato e não tenho planos de fazer um novo álbum”, escreveu em um blog que já não existe mais).

Mudança de planos: ela está inclinada, agora, a abrir sua própria gravadora. “Não estou me aposentando da música. Posso me aposentar de cantar por um tempo. Mas, bom, vamos ver”, ela disse à rádio britânica BBC 6 Music, durante a cerimônia do Q Awards. A premiação, organizada pela revista britânica especializada em música Q, rendeu à cantora o posto de melhor canção do ano por “The Fear” (do álbum It’s Not Me, It’s You).

Ao ser questionada sobre o motivo do hiato para as cordas vocais, ela se esquivou de apontar motivos concretos. “Não sei de verdade”, respondeu. Acrescentou em seguida que a pausa pode lhe dar chances de trabalhar “em algo diferente por um tempo”.

lily460

“Adoro trabalhar com música”, Allen vestiu a camisa do ofício. “Gosto de ajudar outras bandas e coisas assim, então, estou pensando em – bom, estamos negociando sobre minha própria gravadora.” Ela dedicada “os próximos dois anos” à nova empreitada, que, caso se concretize, marcará o segundo caso recente de uma cantora britânica de destaque com o próprio selo. Há dois meses, Amy Winehouse abriu o Lioness Records para prestigiar a afilhada Dionne Bromfield.

Allen também se manifestou, há alguns meses, sobre a vontade de protagonizar um espetáculo no West End (equivalente londrino a Broadway). A investida como atriz aconteceria em Reasons To Be Pretty, do dramaturgo e cineasta norte-americano Neil LaBute. A peça, que fala sobre um mundo que julga as mulheres com base na aparência física, já estreou em Nova York no ano passado, em circuito off-Broadway.

fonte


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s